Tratamento para Transtornos de Personalidade.

Os Tipos de Transtorno de Personalidade são estes:

Transtorno de personalidade paranóica.
Acha difícil confiar nas pessoas. Suspeita dos outros.
Observa os outros procurando sinais de traição ou hostilidade.
Vê ameaças e perigos – que outros não vêem – em situações cotidianas.

Transtorno de personalidade esquizóide.
Pouco interesse por pessoas, incluindo a família.
Prefere ficar sozinho com seus próprios pensamentos.
Pouco interesse em sexo ou intimidade.
Emocionalmente frio com os outros.
Pouco prazer na vida.
Dificuldade para reconhecer normais sociais básicas.

Transtorno da personalidade esquizotípica.
Comporta-se de maneira que os outros o acham excêntrico ou muito estranho, pessoa esquisita.
Expressa-se usando palavras ou frases incomuns.
Acredita que tem poderes especiais, “mágicos”, como ler mentes, ter “sexto sentido”.
Tem a crença de que pode influenciar os outros.
Sente-se tenso com os outros que não compartilham essas crenças.

Transtorno de personalidade antissocial (sociopata).
Coloca-se em situações perigosas, de risco, ilegais, sem considerar as consequências para si ou para outras pessoas.
Comporta-se de maneiras que são desagradáveis para os outros.
Sente-se facilmente entediado, acha difícil manter um emprego por muito tempo.
Comporta-se de forma agressiva e entra em lutas facilmente.
Faz as coisas de forma rude, machucando as pessoas, para conseguir o que quer.
Pode mentir, roubar ou tem antecedentes criminais.
Não tem sentimento de culpa se maltratar os outros.
Acredita que apenas os mais fortes sobrevivem.

Transtorno de personalidade limítrofe ou boderline.
Preocupa-se com o fato das pessoas o abandonarem. Faz qualquer coisa para impedir que isso aconteça.
Tem emoções muito intensas que mudam rapidamente, por exemplo, sentir-se muito feliz e confiante de manhã e sentir-se triste à tarde.
Fraco senso de quem é.Tem problemas de identidade.
Muita dificuldade para fazer e manter relacionamentos estáveis.
Age por impulsos, faz coisas que o prejudica como usar drogas ou dirigir perigosamente, comer compulsivamente.
Tem pensamentos suicidas ou comportamento de auto-agressão.
Sente-se vazio e solitário a maior parte do tempo.
Fica com muita raiva.
Sente-se paranóico, perseguido.
Tem experiências psicóticas, como ver ou ouvir coisas.
Temendo ficar sozinho tem relações voláteis.

Transtorno de personalidade histriônica.
Acredita ser superior aos outros, mas busca aprovação constante.
Exagera seus feitos e exibe forte ausência de empatia.
Comportar-se de modo provocativo para ser o centro das atenções.
Sente-se desconfortável se não for o centro das atenções.
Sente-se dependente da aprovação dos outros.
Tem a reputação de ser dramático e super emocional.
Facilmente influenciado por outros.

Transtorno de personalidade narcisista.
Acredita que existem razões especiais que o fazem diferente, melhor ou mais merecedor que outros. Procura atenção constante.
Sente-se chateado se os outros o ignoram e não lhe dão o que sente que merece.
Inveja o sucesso de outras pessoas.
Tem auto-estima frágil.
Coloca suas próprias necessidades acima das outras pessoas.
Tira proveito de outras pessoas.
Preocupação exagerada com a própria aparência.

Transtorno de personalidade evitante (ou ansioso)
Evita trabalho ou atividades sociais que necessitem estar com os outros.
Evita relacionamentos, amizades e intimidade porque tem medo da rejeição.
Preocupação forte em ser ridicularizado ou envergonhado por outros.
Sente-se inadequado e é supersuscetivel a críticas ou rejeição.
Acanhado, muito tímido, isolado socialmente.
Dificuldade em experimentar novas atividades, para evitar constrangimento.

Transtorno de personalidade dependente
Sente-se carente, fraco e incapaz de tomar decisões ou de funcionar, sem ajuda ou apoio.
Permite que outros assumam a responsabilidade por muitas áreas da vida dele.
Concorda com pessoas que sente que estão erradas.
Não gosta de ficar sozinho ou de perder o apoio de alguém.
Tem baixa auto-confiança.
Vê as pessoas como sendo muito mais capazes.
É visto como muito submisso e passivo.
Dificuldade para dizer não.

Transtorno obsessivo-compulsivo
Tende a ser perfeccionista.
Precisa manter tudo em ordem e sob controle.
Define padrões irrealistas para si e para os outros.
Pensa que a sua é a melhor maneira de fazer as coisas.
Preocupa-se muito quando comete erros.
Espera catástrofes se as coisas não forem perfeitas.
Segue rigidamente regras e códigos morais.
Inflexível, procura estar no controle.

Os Transtornos de Personalidade exigem tratamento especializado. O psicólogo Flávio Pereira é pioneiro no uso da Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) para tratar esses transtornos, amplamente aceita nas organizações internacionais de saúde mental e no Brasil. Hoje a TCC é a terapia mais moderna e indicada para os Transtornos de Personalidade.

Sobre consultas via Skype, entre em contato peloWhatsApp. 41 9.8525-1140, ou e-mail psicologia10.com.br
Sobre consultas presenciais , entre em contato peloWhatsApp. 41 9.8525-1140, ou e-mail psicologia10.com.br
Mais artigos sobre psicologia, clique aqui.

Dúvidas? Clique aqui e envie um Whats!